[VIDEO] Homem finge ser preso para pedir namorada em casamento - G.SHOW.PLAY

Breaking

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

[VIDEO] Homem finge ser preso para pedir namorada em casamento

Um pedido de casamento com “perseguição policial” chocou a americana Shawna Blackmon, que foi surpreendida pelo namorado na cidade Mobile, Alabama, nos Estados Unidos. Daiwon McPherson, de 33 anos, convenceu oficiais a fingirem sua prisão em um posto de gasolina, na última sexta-feira, para que pudesse pedir a mão de Shawna.

O casal havia combinado de se encontrar para jantar naquela noite, mas Shawna, de 28 anos, percebeu que algo estava errado quando o namorado não atendeu o telefone. Foi quando soube através de amigos de Daiwon que ele havia sido parado pela polícia e tinha uma arma. “Eu estava assustada”, disse a noive à emissora local WPMI. “Achei que ele iria para a cadeia, que iriam atirar nele”.

Shawna foi até o posto de gasolina, onde viu carros de polícia cercando o namorado, que estava acompanhado de amigos de seu grupo de motoqueiros. Um vídeo compartilhado pelo casal nas redes sociais mostra o momento um policial pede que Shawna pegue a arma do namorado em seu bolso. Cercado por oficiais com armas de choque, Daiwon tira uma caixa com o anel.

“Eu não acredito que realmente consegui fazer isso”, disse Daiwon ao site local Al.com. Segundo o porta-voz da polícia, Terrence Perkins, o homem procurou as autoridades mais cedo naquele dia e a ideia foi aprovada por dos um chefe de polícia. Presente na encenação para que nada desse errado, Perkins garantiu que não havia armas carregadas e que os policiais da área foram alertados para não confundirem com uma operação verdadeira.

O episódio foi criticado por alguns internautas nas redes sociais, que alegaram que armação era arriscada e de mau gosto, por fazer uma brincadeira com a brutalidade policial. Daiwon, por outro lado, disse que seu objetivo foi, também, unir a polícia de forma positiva com a comunidade. “A primeira coisa que pensariam é: outro homem negro vai ser morto por dois policiais. Não, essa é reviravolta”, disse à rede CNN.]
Segundo Perkins, a polícia recebeu comentários negativos, mas foram poucos em comparação aos elogios pela ajuda ao casal. “Nos mostrou além da capacidade de dar multas. Viram que também temos um lado humano”, comentou o porta-voz.

Fonte: veja.abril
Compartilhar no WhatsApp