Min. dos Direitos Humanos diz que vai entrar com ação para governo do BR dar Refugio Funcionária boliviano que autorizou o Voo da Lamia - G.SHOW.PLAY

Breaking

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Min. dos Direitos Humanos diz que vai entrar com ação para governo do BR dar Refugio Funcionária boliviano que autorizou o Voo da Lamia

Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) acionará a Procuradoria Geral da República  nesta quinta-feira (7) Para que o governo Brasileiro aceite a como refúgiada A funcionária da Aasana, porque ela "não merece". é desomunano o que estão fazendo com ela, disse o advogado Carlos Santos
Celia Castedo Monasterio procurou PF e MPF em Corumbá (MS).
Funcionária disse às autoridades que alertou sobre falta de combustível.

A funcionária da Aasana (Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea da Bolívia) Celia Castedo Monasterio procurou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) em Corumbá, na manhã desta segunda-feira (5), em busca informações sobre refúgio. Ainda não foi dada entrada a nenhum pedido.


Combustível
O avião que caiu na Colômbia e matou 71 pessoas, incluindo a maior parte da equipe da Chapecoense, estava sem combustível no momento do impacto, de acordo com as descobertas iniciais de autoridades colombianas de aviação.
Os comentários de um funcionário da autoridade de aviação civil da Colômbia na noite de quarta-feira (30) confirmaram as palavras finais do piloto boliviano Miguel Quiroga para a torre de comando no aeroporto de Medellín em áudio obtido pela mídia colombiana.


Direitos Humanos:

Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) acionará a Procuradoria Geral da República  nesta quinta-feira (7) Para que o governo Brasileiro aceite a como refúgiada A funcionária da Aasana, porque ela "não merece". é desomunano o que estão fazendo com ela, disse o advogado Carlos Santos

Fonte: Folha de SP
Compartilhar no WhatsApp